Claudio Hagi

Já enviou 19 Definições.

19. Factóide

Fato criado com o propósito de chamar atenção para alguma coisa; ou para amenizar ou minimizar os efeitos de outras.

18. Bicho-grilo

(gíria) Pessoa descolada, com idéias diferentes, que vive um pouco fora da realidade; ou que não aceita muito bem a sociedade, o consumismo exagerado, o modismo. Não é considerado maluco nem aloprado, mas é visto como pessoa com uma visão diferente e idealista, não aceitando muito bem o comportamento geral e comum da sociedade. O termo vem de outra gíria dos anos 60 : "grilo", que quer dizer "problema, incomodação".

17. Racha

Separação, ruptura, divisão.

16. Pisar na jaca

O mesmo que" meter o pé na jaca" . Beber demais, embriagar-se. Antigamente os bares vendiam verduras e frutas. Esses produtos eram depositados dentro de jacás (espécie de cesto de vime, baixo e largo) e esses cestos eram deixados no chão. De vem em quanto algum cliente bebia demais e ao sair do bar cambaleando e acabava pisando num dos jacás, daí a expressão. Originalmente era "pisar no jacá". Com o passar do tempo, o termo (e o recipiente) "jacá" caiu em desuso, e a expressão acabou substituindo "jacá" por "jaca".

15. Treta

Rolo, esquema suspeito, atividade criminosa. Variação de mutreta.

14. Calcar

Modelar, dar formas, copiar.

13. Ragu

ensopado, guisado

12. Bodoque

Bodoque é arco rústico, feito de madeira e algum tipo de cordão, usado para atirar flexas; arco usado pelos indios.

11. Amuado

Mal humorado, aborrecido, emburrado.

10. Caraminguá

(gíria) - carro muito velho e sem valor

9. Jacá

Cesto feito de vime ou bambu, de tamanho grande. Antigamente os bares vendiam, alem de bebida, frutas e verduras que eram expostos em jacás. Estes jacás ficavam no chão do bar, e de vez em quanto algum cidadão bebia demais e pisava sem querer num dos jacás. Daí a expressão "enfiar o pé no jacá", que virou "enfiar o pé na jaca".

8. Embromation

(gíria) - Embromação (enganação, mentira) na hora de falar ou cantar em ingles;
Enrolação.

7. Cocoroca

Peixe de água salgada (Haemulon plumieri), vive em grandes cardumes no fundo do mar. Comum no litoral do Brasil. Pode atingir até 50 cm. Tem esse nome por que ao ser capturado emite um som :" cóo, cóo, cóo. Não é muito apreciado pelos pescadores, por ser peixe muito cheio de espinhos, e com pouca carne; e tambem por ser numeroso costuma atacar vorazmente a isca, impedindo a captura de outros peixes mais nobres.

6. Cocota

(gíria) O termo surgiu nos meados da década de 70, a princípio era "cocotinha", rapidamente derivou para "cocota"; significava menina mimada, filhinha-de-papai; geralmente adolescente, bem maquiada, bem vestida. bem produzida, elegante e bem comportada. Era considerado gíria pejorativa, portanto era deselegante chamar uma menina de cocota. Na década de 80, o termo caiu em desuso, por que surgiu outra palavra para substituí-la: "patricinha". Eu desconfio que o termo é uma derivação de "cocadinha",termo que o Ibraim Sued usava em suas colunas para se referir a este tipo de menina.

5. Pirado

(gíria) - (adjetivo) - amalucado, maconhado (sob efeito da maconha), aluado, alucinado
(substantivo) - maluco, bicho-grilo.
(verbo) - enlouquecer, amalucar.
O termo surgiu nos anos 70, criado pelos maconheiros da época. É uma derivação de "pira" (fogo), lembrando a brasa do baseado.


2 páginas - 19 Definições