Significado de Bodoque:

O bodoque é uma arma sertaneja brasileira e não tem nenhum antepassado estrangeiro. É um arco de madeira resistente e flexível. O preferido sempre foi o jenipapo, pela extraordinária resistência e flexibilidade. Também usam galhos de goiabeira e alguma outra madeira boa, flexível. O tamanho varia com o do atirador e sua força. O arco não é roliço. É cortado a meia cana até ao centro, onde há o batoque, ou seja, o lugar onde fica o meio certo, e é todo roliço. Nas extremidades, depois de bem preparada a madeira, que é descascada e polida, usando muitos deixar o batoque com casca e áspero para melhor fixação da mão, se fazem entalhes para que neles sejam seguras as cordas. O bodoque tem duas cordas, paralelas, que presas a iguais distâncias pelo lado externo das extremidades, ficam retesas e dão ao arco uma forma curva de D maiúsculo embora mais raso que essa letra. Para completar sua armação, coloca-se em cada extremidade das cordas, bem junto às extremidades de madeira, um pau pequeno, com entalhes nas pontas, para que eles abram mais as cordas, que perdem, armado o arco, o paralelismo. Ao meio das cordas há uma rede, que é um tecido feito com o mesmo barbante ou material de que se fazem as cordas e que serve para nela se alojar o projétil. Postos os pingueletes, esticadas as cordas como dissemos, perdem o paralelismo, e a rede fica espichada como se fosse uma cintura ou uma cinta ao centro das cordas. Com as bolas de barro cozidas ao sol ou em fornos rudimentares, e chamadas também - pelotas, - o atirador maneja-as através do bodoque e por intermédio da rede, puxando com uma das mãos as cordas com os dedos seguros à dita rede e amparando a pelota, enquanto que a outra segura a madeira do bodoque pelo batoque, que fixa o instrumento.


Exemplo do uso da palavra Bodoque:

O bodoque tem duas cordas, paralelas, que presas a iguais distâncias pelo lado externo das extremidades, ficam retesas e dão ao arco uma forma curva de D maiúsculo embora mais raso que essa letra.