Classificação morfossintática

Pagão é um Substantivo, masculino singular ;
Pagão é um Adjetivo, masculino singular ;

Forma como é chamada a pessoa que segue o paganismo. Normalmente politeísta, ela admira suas divindades através da natureza, e considera a natureza como a principal fonte de vida.

Ele não segue o cristianismo, judaísmo, budismo, ou outra grande religião. Ele baseia sua fé em deuses paganistas, regidos pela natureza, sendo assim um pagão.
  


É um termo geral usado para se referir as pessoas que tem sua fé tradições religiosas politeístas. A palavra provém do latim paganus, cujo significado é o de uma pessoa que viveu numa aldeia, num dado país, um rústico, no campo. O uso mais comum da palavra no latim clássico era utilizado para designar um civil, alguém que não era um soldado. Em torno do século IV, o termo paganus começou a ser utilizado entre os cristãos no Império Romano, para se referir a uma pessoa que não era um cristão e que ainda acreditava nos antigos deuses romanos.

Incluem-se neste conceito as pessoas que tem sua fé nas religiões do antigo Egito, do mundo greco-romano, na antiga religião dos celtas, religiosidade nórdica, Mitraísmo, bem como as religiões das populações Nativo-americanos, como a religião Asteca, na religião dos indígenas brasileiros, etc.
  


Relativo ao politeísmo.

"Para o Pagão, toda a Natureza é viva, é Sagrada - e seus deuses e deusas refletem essa crença, oferecendo conforto e equilíbrio àqueles que compreendem o real significado de se respeitar a Natureza."
  


Todo e qualquer cidadão mundial de descendência não hebraica, independente de sua crença e de sua localização. O mesmo que gentio.

Conforme a cultura e religião hebraica (mosaica), o termo pagão poderia ser substituído por estrangeiro, a respeito daquele cidadão não hebreu que quisesse se unir a congregação dos descendentes de Jacó e professar o Judaísmo, por livre e espontânea vontade.
  

Denominação dada a uma criança que ainda não foi batizada.

Nosso filho ainda é pagão.
  

Pagão é o seguidor do paganismo e protetor do campo e da natureza !! Para os cristãos, pagão é quem não é batizado , mas na verdade quem não é batizado é apenas um não batizado .

Eu sou pagão, amo e protejo minha natureza.
  

Todo aquele que não aceitou Jesus como seu único Senhor e Salvador e ainda encontra-se voltado para a prática da religião vã, seja ela dita cristã ou não. Aquele que serve Amaleque. Séquito de Satanás, ainda que ignore essa realidade.

Mas me causa estranheza, tristeza, e deveria me causar desespero, esse posicionamento morno, distante de nós crentes, que deveríamos ter acesa a chama de convicção e fidelidade à Palavra de Jesus, para que o Espírito Santo fale por nós e dê convencimento aos pagãos.
  

Uma pessoa Pagã é uma pessoa que acredita que a Natureza é vida. Não tem nada haver com ser Ateu. O Ateu não crê em nada, Ateu de verdade não acredita nem no amor.

O sol é um Deus, a árvore é o Deus. A fé dos pagães vem da Natureza
  

Paganismo (do latim paganus, que significa "camponês", "rústico") é um termo geral, normalmente usado para se referir a tradições religiosas politeístas. É usado principalmente em um contexto histórico, referindo-se a mitologia greco-romana, bem como as tradições politeístas da Europa e do Norte da África antes da cristianização. Num sentido mais amplo, seu significado estende-se às religiões contemporâneas, que incluem a maioria das religiões orientais e as tradições indígenas das Américas, da Ásia Central, Austrália e África, bem como às religiões étnicas não-abraâmicas em geral. Definições mais estreitas não incluem nenhuma das religiões mundiais e restringem o termo às correntes locais ou rurais que não são organizadas como religiões civis. Uma característica das tradições pagãs é a ausência de proselitismo e a presença de uma mitologia viva, que explica a prática religiosa. Na perspectiva cristã, o termo foi historicamente usado para englobar todas as religiões não-abraâmicas.O termo "pagão" é uma adaptação cristã do "gentio" do judaísmo e, como tal, tem um viés abraâmico inerente, com todas as conotações pejorativas entre o monoteísmo ocidental,[4] comparáveis aos pagãos e infiéis também conhecidos como kafir e mushrik no Islã. O historiador Peter Brown observa: A adoção da palavra latina paganus pelos cristãos como um termo pejorativo abrangente para politeístas, representa uma vitória imprevista e, singularmente, de longa duração de um grupo religioso, com o uso de uma gíria do latim originalmente desprovida de significado religioso. A evolução ocorreu apenas no Ocidente latino e em conexão com a igreja latina. Em outra parte, "heleno" ou "gentios" (ethnikos) manteve-se a palavra "pagão"; e paganos continuou como um termo puramente secular, com toques de inferioridade.

? Woden dá e Woden tira ? disse Ealdwulf. ? E ele me deu de volta meu senhor. ? O ferreiro viu o martelo de Tor no meu pescoço e, como era pagão, sorriu.
E tive meu primeiro seguidor. O ferreiro Ealdwulf.
(Trecho do Livro O Último Reino - Crônica Saxônicas - Cáp. Quatro Pág. 152 de Bernard Cornwell)
  

Outras informações sobre Pagão:

Palavras com 5 Letras
A Palavra Pagão possui 5 Letras
A Palavra Pagão possui 3 vogais - a ao
A Palavra Pagão possui 2 consoantes - p g
A Palavra Pagão ao contrário: Oãgap
Busca reversa Onomasiológica por Pagão

2 páginas - 15 Definições



Dicionário inFormal - Dicionário online de Português