Classificação morfossintática

Madrid é um Substantivo próprio, feminino singular ;

S.f. Capital de Espanha e da província homónima com 3 123 713 h, situada perto do centro geográfico da Península Ibérica, banhada pelo Manzanares e com clima continental suave. A partir do seu centro nevrálgico, que se pode considerar ser a Porta do Sol -a principal saída da antiga cidade muralhada -, a cidade estendeu-se de forma radial e absorveu as vilas confinantes. A SE., a Porta do Sol une-se ao Passeio do Prado e ao Jardim do Bom Retiro pela Calle de San Gerónimo. A S., após atravessar a Plaza Mayor, pela Calle Toledo, passando pela antiga Catedral de San Isidro e Porta de Toledo, chega-se ao Manzanares na Ponte de Toledo. A O., pelas calles Arenal e Mayor chega-se à Calle Bailén, com a Plaza del Oriente, o Palácio Real, o Campo del Moro e a nova Catedral de la Almudena, consagrada em 1993. A N., situa-se a parte mais moderna de Madri, de inícios do século, com a Gran Via a NO., terminando na Praça de Espanha, com o monumento de Cervantes, e a NE. a Calle de Alcalá, com a Praça de Cibeles, a Praça da Independência (com a Porta de Alcalá), alcançando-se, por fim, Las Ventas, com a Praça de Touros de la Monumental.
A partir destas ruas e em direção N. surgem grandes ruas e avenidas como a Calle Princesa, o Passeio de Recoletos e o seu prolongamento, o Passeio da Castelhana, e calles, como Serrano e Príncipe de Vergara. A partir de 1949, perante o grande crescimento demográfico anexou os municípios de Chamartín de la Rosa, Carabanchel Alto e Bajo, Canillejas, Aravaca, Barajas, El Pardo, Vallecas, Vicálvaro, Fuencarral e Villaverde, onde se construíram grandes bairros residenciais. Atualmente Madrid está rodeada por municípios de população superior a 100 000 h, que constituem a sua cintura industrial e residencial, como Getafe, Leganés, Móstoles, Alcorcón, Fuenlabrada, Pozuelo de Alarcón e Torrejem de Ardoz. As comunicações, tanto com o interior como com o exterior, estão garantidas por uma extensa rede de metropolitano, vias férreas suburbanas e duas vias de circunvalação concêntricas (M-30 e M-40), de onde partem as vias rápidas e auto-estradas. E também centro das redes radiais ferroviárias e rodoviárias do país. Partem do Aeroporto de Barajas linhas internacionais e intercontinentais.
Madrid converteu-se numa importante cidade industrial, com indústria metalúrgica, eletromecânica, química, farmacêutica, têxtil, de artes gráficas, eletrónica, comunicações e informática. Centro comercial e financeiro de Espanha, com as sedes centrais dos mais importantes bancos e sociedades comerciais e de serviços. Importantes feiras comerciais no Recinto Feriai Juan Carlos I. Capital política de Espanha, sede da Chefia do Estado, do Governo, do Senado, da Câmara dos Deputados, Tribunais Constitucional e Supremo e representações diplomáticas. Grande centro cultural de Espanha, com mais de 80 museus, entre os quais se destacam o Museu do Prado - uma das principais pinacotecas do Mundo -, Fundação Thyssen -a segunda pinacoteca privada do Mundo -,Centro de Arte Moderna Rainha Sofia e Museus de Arte Contemporânea, Arte Moderna, da América, Alcalá Galiano, Arqueológico, do Exército, Naval, de Artes Decorativas, Romântico, etc. Tem várias universidades públicas e privadas, institutos de investigação, arquivos e bibliotecas -Biblioteca Nacional, Teatro da Ópera, Auditório Nacional e grande atividade teatral e de indústria cinematográfica. Numerosas e modernas instalações desportivas. Cidade cosmopolita e moderna com grandes avenidas e parques, como o Bom Retiro, Tierno Galván, do Oeste e a Casa de Campo, com Jardim Zoológico e Parque de Atrações.
Os edifícios de Madrid são um verdadeiro itinerário pela sua história, destacando-se, além dos já mencionados, as Igrejas de San Nicolás, San Pedro, San Gerónimo, del Carmen, das Comendadoras, das Bernardas e San Miguel, Convento das Descalças Reais e da Encarnação. Entre os edifícios civis destacam-se a Casa de los Lujanes, Casas de Cisneros e Las Siete Chimeneas, Palácio de Uceda, Cárcel de Corte, Palácios de Miraflores e Perales, Hospital Geral, Observatório, Palácio das Comunicações, edifícios e torres, obras dos melhores arquitetos contemporâneos, que utilizaram materiais e técnicas modernas.
Madrid nasce na segunda metade do séc. XI, como fortaleza muçulmana. Foi coutada e residência de Verão dos reis castelhanos e dos da Casa da Áustria, até que Filipe II, em 1606, a tornou capital de Espanha. Com Filipe IV alcançou o seu apogeu como metrópole internacional. Filipe V instaurou o academismo com a fixação de artistas italianos e franceses. No séc. XVIII, com Carlos III, que promoveu a construção das redes de água e de esgotos e a construção de grandes edifícios, praças e parques, Madrid passou a ser uma das mais importantes cidades europeias.




O Museu do Prado, uma das principais pinacotecas do Mundo, localiza-se em Madrid.
  


Outras informações sobre Madrid:

Palavras com 6 Letras
A Palavra Madrid possui 6 Letras
A Palavra Madrid possui 2 vogais - a i
A Palavra Madrid possui 4 consoantes - m dr d
A Palavra Madrid ao contrário: Dirdam
Busca reversa Onomasiológica por Madrid

1 página - 1 Definição